Detector de fumaça e incêndio: seu sistema preventivo é eficiente?

Tempo de leitura: 3 minutos

Arquitetos e engenheiros antenados e competentes, certamente, querem disponibilizar tecnologia de ponta aos clientes. Dito isso, um projeto moderno e eficaz deve incorporar a automação residencial e priorizar a instalação de dispositivos importantes, como o detector de fumaça.

Assim, além de beleza e funcionalidade, tais profissionais, valorizarão e protegendo o imóvel, conquistando e fidelizando, com isso, a sua clientela.

Quer saber se você está agregando um bom sistema preventivo de incêndio com detectores de fumaça eficientes aos seus projetos? Então, confira as informações, que separamos especialmente para você!

O sistema de prevenção e alarme de incêndio

É imprescindível a instalação de um bom sistema de prevenção de incêndio em todos os imóveis. Para garantir um bom resultado, esse sistema de agregar: central de alarme, detectores, acionadores e sinalizadores, além de entrada e saídas para equipamentos.

Com as inovações tecnológicas, é possível recorrer aos sistemas automatizados, a fim de atender melhor a essa demanda, tão importante em prédios residenciais e corporativos.

Artigos como detectores de fumaça, de temperatura e outros itens podem ser programados para serem comandados remotamente e funcionarem automaticamente. Esse diferencial vai deixar o imóvel funcional e contemporâneo.

O que é detector de fumaça

Esse é um dispositivo programado para detectar a presença de fumaça, no espaço onde for instalado e acionar alerta de possível incêndio. Essa comunicação é importante, pois permite que as pessoas presentes no ambiente busquem rotas de fuga. Além disso, essas peças podem ser programadas para acionar as brigadas de combate a incêndios e o corpo de bombeiros.

Tipos de detector de fumaça

Existem no mercado, alguns tipos de detector de fumaça. E, cada ambiente tem uma necessidade, quanto aos mecanismos de prevenção e combate a incêndios.

A maioria desses aparelhos possui uma estrutura externa, que guarda um sensor de fumaça ligado a circuitos eletrônicos. Conheça três desses modelos e veja como funciona cada um deles!

Detector de fumaça iônico

Esse aparelho possui um compartimento de cerâmica, que guarda uma câmara com material radioativo de baixa radiação. Esse elemento mantém o ar ionizado (carregado eletricamente).

Nas duas extremidades desse equipamento, ficam placas metálicas energizadas com corrente contínua. Quando entra fumaça no compartimento, acontece a interrupção da corrente elétrica e consequentemente o acionamento do alarme.

Detector de fumaça fotoelétrico

Esse tipo transforma luz em eletricidade. Em um modelo, quando ocorre a interrupção do feixe de luz, com a passagem de qualquer agente externo, como a fumaça, ele aciona um dispositivo de alarme.

Já em outro modelo, a fumaça que encontra o facho de luz reflete essa luz em uma fotocélula (convertem luz em energia elétrica), comandando o acionamento do alarme.

Detector de fumaça dual

O sensor duplo contempla as funcionalidades do sistema iônico e também as do sistema fotoelétrico. Ele é recomendado por algumas empresas de segurança, por oferecerem maior abrangência contra os riscos de incêndio.

Benefícios do detector de fumaça

A inclusão desse equipamento em projetos residenciais e comerciais é de grande importância. Isso porque por menor que seja o vestígio de fumaça, eles acionam o alarme, possibilitando que um possível incêndio seja extinto logo no início.

Dessa forma, além da satisfação de verem o patrimônio resguardado, os seus clientes também ficarão felizes por incrementarem a segurança da família e dos colaboradores.

Viu como vale a pena aliar a sua competência e criatividade a um moderno sistema de segurança e prevenção de incêndio?

Aposte, então, nesse recurso e garanta a tranquilidade dos seus clientes e o sucesso do seu trabalho!

Gostou de saber da importância do detector de fumaça na prevenção de incêndios e quer saber mais sobre as novas tecnologias para a construção civil? Então, leia também o nosso artigo sobre automação residencial e como ter sensores em casa pode facilitar a sua vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *